BEM VINDOS AO MEU BLOG!



UM BLOG ONDE A MÁGICA ACONTECE...BASTA
ACREDITAR!
"Brincar com crianças não é perder tempo, é ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escola, mais triste ainda é vê-los sentados enfileirados em salas sem ar, com exercícios estéreis, sem valor para a formação do homem." (Carlos Drummond de Andrade)




quarta-feira, 20 de julho de 2016

Projeto "Poesia quando nasce..."














Poesia quando nasce...

                              no maternal 2 A
                              é um convite para,
                                   brincar
com as vogais na amarelinha,
imaginar
que a mamãe poder ser,
fada, sereia, mesa e rainha,
encontrar
com o elefantinho o passarinho,
rodopiar
na ponta do pé com a bailarina,
surfar
na onda da alegria,
jogar bola todo dia,
dançar
na roda com o limão e a tangerina ,
e voar com as borboletas
peramente feliz !

Com carinho Profe Dri
20/07/2016





Título: Poesia quando nasce...


Área do conhecimento: Sócio afetivo, linguagem oral, natureza e sociedade, artes visuais, movimento e matemática.                                                                                             
Tema: Poesia                       
Turma:                               
Professora: Adriana Lopes
Período:     
                                                                                                                                                                          

Justificativa: “A poesia está inserida na vida de uma criança desde a fase intrauterina, como ocorre nas canções de ninar, estímulos estes de rimas e sons que levam o recém-nascido a fazer associações, propiciando as primeiras tentativas de expressão verbal”. [...] a poesia é a primeira manifestação de expressão literária; é pela poesia que se iniciam todas as Literaturas. E isto é prova de que o homem somente se encontra pela expressão afetiva, pela sensibilidade, que revela e o conduz a seu semelhante, aos seres, às coisas, à natureza, enfim, ao universo, em toda a sua grandeza. (CARVALHO, 1982, p. 222). Na Educação Infantil, inicia-se então o processo ensino didático da poesia e de outros gêneros textuais. Segundo a poetisa Eloí Elisabet Bocheco “Ao experimentar a vivência com o texto poético, a criança tem a oportunidade de se relacionar com as palavras imantadas pela arte e resgatadas dos usos mecânicos do dia a dia. Por isso, a poesia é nutrição valiosa para a imaginação, o sonho, a fantasia. Suprimento lúdico precioso para deleitar os pequenos leitores e criar uma memória poética que os acompanhará por toda a vida” ressalta a autora. Percebendo que a turma do Maternal 2A tem grande interesse por brincadeiras cantadas, como música e brincadeiras de roda e partindo do princípio  que as crianças têm direito de vivenciar experiências prazerosas nas instituições educacionais (COSTA, 2008) o presente projeto pretende desenvolver a oralidade mexendo com o imaginário , levando-a a expressar seus desejos, sentimentos, descobrindo que podemos brincar com as palavra.

Objetivo geral: Possibilitar de forma lúdica que os alunos brinquem com as palavras através da poesia, ampliando a oralidade, comunicação e expressão.
Objetivos específicos:


  •  Incentivar as crianças a apreciarem pequenas poesias cantadas e ilustradas;
  •  Estimular o prazer de ouvir pequenas poesias;
  • Desenvolver a capacidade auditiva de textos poéticos;
  • Conhecer poemas cantados, popularmente chamados de‘cantigas de roda;
  • Informar a respeito do autor ou autores das poesias escolhidas para trabalhar;
  • Promover a recitação de pequenas poesias utilizando recursos variados, como: músicas, gravuras, fantoches, entre outros.
  • Reconhecer e identificar as vogais;
  • Expressar-se plasticamente através de atividades de Artes;
  • Expressar-se através da musicalização e sonoridade rítmica;
  • Estimular o pensamento matemático através de atividades lúdicas e discussões coletivas.
  •  Estimular o cuidado com a natureza e a preservação do meio ambiente;
  •  Ampliar vocabulário e linguagem como forma de comunicação;
  •  Identificar o próprio nome;
  •  Estimular o raciocínio lógico;
  •  Facilitar a aprendizagem e o desenvolvimento da criança nos aspectos físico, cognitivo, motor e social;
  •  Desenvolver a lateralidade e atividades de coordenação;
  •  Participar de jogos e brincadeiras em grupo, obedecendo a ordens simples;
  •  Promover jogos e brincadeiras com operações concretas;
  •  Selecionar, agrupar, separar e organizar fatos e objetos;
  •  Desenvolver movimentos que estimulem a motricidade fina;
  •  Potencializar a criatividade;
  • Incentivar o hábito do desenho estimulando a fantasia e expressão;
  • Reconhecer e ordenar numerais de 1 ao10;
  • Estimular o auto-higiene corporal;
  • Valorizar a importância de compartilhar, o respeito ao direito do outro e o cumprimento das normas estabelecidas pelo grupo;
  •       Promover a socialização e a integração dos alunos, família e escola, através de um Sarau Poético;
  • Estimular o conhecimento de datas comemorativas e suas histórias;
  • Desenvolver algumas noções da língua estrangeira (Francês).

                                                                                                         
Apresentação do projeto: Será apresentado através da Poesia de José Paulo Paes “Convite”.

Metodologia: roda de conversa, poesias, música, cantigas de roda, parlendas, trava-línguas, vídeos, pesquisa, fantasias, fantoches, pintura, colagem, desenho livre, carimbo, máscaras, painéis, varal da poesia, jogo da memória, portfólio, quebra cabeça, trilha, modelagem, brincadeiras livres e direcionadas e culinária.


Culminância: O projeto será finalizado com um “Sarau poético” integrando família e escola 


Referências bibliográficas:





“... a poesia tende a chamar a atenção da criança para as surpresas que podem estar escondidas na língua que ela fala todos os dias sem se dar conta dela “

José Paulo Paes em ‘poesias para crianças’

Poesias sugeridas:








O livro Pomar de Brinquedo apresenta às crianças, para cada fruta, uma poesia divertida e lúdica que é capaz de ensinar e instigar a criatividade de qualquer leitor..


NA RODA

O LIMÃO ENTROU NA RODA
NÃO SABIA DANÇAR.
CHAMOU A TANGERINA
PARA SER SEU PAR.
AI BOTA AQUI...
AI BOTA ALI...
O SEU PEZINHO.
O TEU PEZINHO
BEM JUNTINHO
COM O MEU...

ASSIM, ASSIM
ASSIM ASSADO.
UM PASSO
PRA FRENTE
E  OUTRO PRO LADO.

ASSIM, ASSIM
ASSIM ASSADO.
DANÇA O LIMÃO
TODO REQUEBRADO.
(ELOÍ BOCHECO)

PERAMENTE

PERA ASSADA
PERADA.
PERA SECA
PERESA.
PERA MOLE
PERAMO.
PERA MOIDA
PERATA.
PERA EM CALDA
PERAPO.
PERA CRUA
PERUM.
PERA NO PRATO
PERATO.


Poesia da apresentação do projeto.











Poesia Amarelinha


Poesia Elefantinho (Vinicius de Moraes)






Poesia A bailarina (Cecília Meireles)





Poesia O relógio (Vinicius de Moraes)






Poesia A onda (Manoel Bandeira)


Poesia Jogo de bola (Cecília Meireles)


Poesia As borboletas (Vinicius de Moraes)













Postar um comentário